Dicas
oAnemia
oDietas
oEnjôo na gravidez
oEnvelhecimento
oEsôfago
oEstômago
oEstrias
oGestação
oGripes e resfriados
oInsulinas
oIntestinos
oMãos
oMétodos contraceptivos
oOsteoporose
oPeeling químico
oQueda de cabelo
oQueimaduras



















Canais
oDicas
oOportunidades
Comércio
oPerfumaria Importada







Queimaduras em Crianças

O que fazer?
Considerações Gerais
Prevenção

Queimaduras são bastante frequentes, principalmente em se tratando de crianças. Elas podem se queimar brincando com fósforos, ao encostar em aparelhos elétricos quentes, no fogo ou fogão, ou até mesmo serem queimadas pelo sol. Mas o que mais causa queimadura em crianças são os líquidos quentes, principalmente na cozinha, quando os pais estão cozinhando.

O cuidado com as queimaduras é muito importante porque as feridas podem se infectar facilmente e, conforme quantidade de pele queimada, a criança pode sofrer desidratação. As medidas aqui recomendadas são as medidas iniciais que os pais podem adotar em casa, mas sempre é mais seguro se a criança for levada ao pronto-socorro para uma avaliação.

Existem vários graus de queimadura, conforme a profundidade das feridas. Assim sendo, as queimaduras de primeiro grau são aquelas em que há comprometimento apenas da camada externa da pele, provocando uma intensa coloração vermelha no local afetado. Também pode aparecer um inchaço local.

Em geral, não se formam bolhas e a pele se mantém íntegra. Um bom exemplo desse tipo de queimadura é aquela causada pelo sol, quando há exposição exagerada sem proteção. As queimaduras de segundo grau atingem uma porção mais profunda da pele, causando bolhas e rachaduras na pele, além de intensa dor e vermelhidão no local afetado Pode haver também sangramento pelas feridas. As bolhas podem aparecer até12 horas após a queimadura e elas devem ser deixadas intactas, a não ser nos casos em que se tornem amareladas, com grande quantidade de líquido turvo, o que indica infecção.

As queimaduras de terceiro grau são aquelas bem mais profundas, atingindo todas as camadas da pele, deixando a pele com uma cor acinzentada ou esbranquiçada, podendo-se ver até as camadas mais profundas como os músculos e ossos. Apesar das lesões serem bem piores, não há sangramento nem o paciente se queixa de dor.

Essas queimaduras são as mais perigosas e necessitam cuidados médicos urgentes.

O Que Fazer

A primeira medida é observar se a criança está respirando bem, notar se os batimento cardíacos estão normais, se a criança está desidratada ou não e a quantidade de pele queimada.

Para as queimaduras de primeiro grau, se a área afetada for pequena, o tratamento pode ser feito em casa, da seguinte maneira:

  • Coloque uma compressa de água gelada sobre a área afetada e deixe-a por 5 minutos,ou coloque-a direto sob água fria corrente para aliviar a dor, se a pele não estiver rachada.
  • Remova toda roupa que cobre a área queimada. Se a roupa estiver grudada nas feridas, não tente tirá-la. Lave bem a região com água e sabão.
  • Deixe a ferida descoberta ou coloque uma gaze esterilizada bem solta.
  • Dê algum analgésico como aspirina ou acetaminofem para aliviar a dor.
  • Aplique uma pomada com antibiótico para evitar infecção local.
  • Aplique uma loção para queimaduras.

Evite:

  • Colocar manteiga ou produtos gordurosos nas feridas.
  • Colocar gelo nas feridas.
  • Colocar anestésicos tópicos nas feridas, pois não auxiliam na cicatrizacão

Para as queimaduras de segundo grau, os cuidados são os mesmos citados acima. Se a região queimada for nos membros, coloque-os em posição elevada.

Evite:

  • Usar manteiga ou outro produto gorduroso.
  • Romper as bolhas pois é uma maneira natural da ferida ficar protegida das infecções.

Para as queimaduras de terceiro grau:

  • Verifique os batimentos cardíacos e a respiração da criança.
  • Reduza as chamas cobrindo a criança com um pano e fazendo-a rolar no chão.
  • Remova as roupas queimadas ou molhadas, mas não tire as roupas que estiverem grudadas nas feridas.
  • Cubra a área queimada com um pano limpo.
  • Eleve as extremidades se estiverem queimadas.
  • Verifique o grau de hidratação da criança.

Se a criança estiver em choque devido à desidratação, leve-a imediatamente ao pronto-socorro para ser hidratada. Normalmente, os médicos calculam a quantidade de líquido a ser reposto conforme a quantidade de pele que foi queimada. Utilizando-se um "mapa"que indica para cada parte do corpo que está queimada qual é a porcentagem de pele que foi perdida, os médicos podem calcular a quantidade de líquido que deverá ser reposta por via endovenosa. Para aqueles com mais de 15% de área corporal queimada, o tratamento deve ser feito com o paciente internado.

Evite:

  • Colocar água ou compressas de água fria.
  • Colocar qualquer medicamento caseiro.
  • Remover pedaços soltos de pele.
  • Usar algodão absorvente.
  • Romper as bolhas.

TOP

Considerações Gerais

As queimaduras em regiões como mãos, pés e genitais são extremamentes perigosas e devem sempre ser avaliadas pelo médico, pois a região queimada pode apresentar infecção ou inchar, comprometendo a circulação local, provocando isquemia.

As queimaduras do rosto podem afetar a respiração, levando a sérios problemas, por isso é necessária a assistência de um médico.

É importante que a criança tenha a vacinação contra o tétano em dia, caso contrário irá necessitar uma dose de reforço.

Não aperte ou coloque ataduras apertadas sobre as feridas. Em caso de aparecimento de infecção nas queimaduras, como intensa dor, vermelhidão, presença de pus ou inchaço, procure o médico.

TOP

Prevenção

Como a maioria das vezes as crianças se queimam com líquidos quentes, evite segurá-las enquanto você estiver tomando ou comendo algo quente. Quando estiver cozinhando, mantenha a criança distante do fogão, colocando-a de preferência num lugar seguro. Coloque as panelas nas bocas do fundo do fogão e deixe os cabos das mesmas voltados para dentro, para não haver o risco da criança puxar e derramar o líquido quente sobre sí mesmas. Da mesma forma, não deixe a criança sem assistência quando ela estiver tomando banho. É muito comum a criança abrir a torneira da banheira quando menos se espera e se queimar com a água quente. Toda vez que for colocá-la para tomar banho, experimente a água com sua própria mão, para ter certeza de que a água não está quente demais.

É preciso ter cuidado também ao esquentar comida para dar à criança. Sempre ponha um pouco da comida no dorso da sua mão para ver se não está muito quente. Isso é muito importante ao se tratar de comida aquecida no microondas pois quando esquentamos o alimento ele não se aquece por igual, ficando algumas regiões mais quentes que outras, podendo causar queimaduras na boca da criança. Mexa bem o alimento para ser aquecido igualmente.

Mantenha a criança sempre distante dos aparelhos elétricos que podem aquecer e causar queimadura. Ensine-a para que não ponha a mão em lugares quentes, onde possa se queimar.

 
VOLTAR   TOP
2006 © Todos os direitos reservados. Rosário Farmácia & Drogarias.
Desenvolvimento: Reallink Digital